06:27

?

Postado por Cláudia Pereira |


Não me olho em espelho. Odeio espelho. Sinto medo dele. Me vejo como sou e odeio como sou. Me acho feio. Sem graça. Invisível. Uma mulher com olheiras. Olhos enormes. Cabelo desalinhado. Nariz torto. Dentes errados. Hálito que nem quero saber. Não amo nada em mim. Nem sou uma pessoa boa. Razinza. Melancólica. Insuportável e neurótica. Sou Monk. Sempre com o pano na mão. Procurando fungos. Encontrando fungos. E falando sempre "eu sabia".
No final. O espelho é o meu pior inimigo. Deixei de me ver há anos. Desde criança. Nem sei se me conheço mesmo. Só sinto que não faço parte de nada. Nenhuma revista me serve. Nem uma moda me veste. Sou então. Uma pessoa idêntica a outras milhões por aí que perdeu a identidade um dia...

2 comentários:

BetoNishitani disse...

c, gostei. o fundo cheio de chuva, o tom melancólico, a raiva desatada. tudo autêntico e bonito. continue a ser vc mesma, c. ninguém precisa de mais gente dissimulada por metro quadrado. bj

Cacau disse...

finalmente um lugar onde eu posso resmungar minhas dores...

bjos

Postar um comentário

Subscribe