08:00

Um amor

Postado por Cláudia Pereira |



Não foi num dia de chuva que te conheci

mas acho que o meu coração naquele dia

estava igual à essa janela

completamente encharcado e escorregadio.

Você subiu estas escadas e bateu na porta .

Eu abri temerosa e perguntei umas três vezes

"quem é?".

Ouvi tua voz responder

"abre...deixa eu entrar".

Pude ver teu rosto naquela luz difusa que somente a noite trás.

Teu sorriso brilhava contra o abajur,

assim como os olhos que buscavam encontrar nos meus algum acalanto.

Você falava rápido demais....

fumava demais....

escapulia nervosa da minha repentina coragem....

Pessoas tímidas costumam se sentir poderosas quando ameaçadas.

Foi preciso uma de nós tomar a tal da iniciativa (eu ou Você?) .

Tá certo..

foi Você quem se ajoelhou e me pediu em casamento.

E eu fiquei muito metida e surpresa...

pois não é fácil ver alguém lindo sendo tão genenoso.

Eu aceitei ....

Você cedeu....

fiz de conta que era um pedido..

mas foi apenas uma necessidade brutal de sentir o gosto dos teus lábios....

esses lábios que ainda hoje eu beijo quando acordo

e digo:

bom dia amor.

0 comentários:

Postar um comentário

Subscribe